junho 29, 2007

OCULTO

Em meio a selva de pedra...

Tento olhar a beleza que não conheço,porém começo a te imaginar na mais pura anciedade,em minha volta há prédios,casas,morros...
Como isso pudesse me privar de chegar até você,por um momento lembro da sua voz,como o vento suave que meu corpo se alegra ao sentir.
Meus pensamentos vão além,como os pássaros sem limites pra voar,percebo que não estou sozinho,pois vejo a natureza oculta que habita em meio ao meu universo de sonhos.

E sonhos...

Nada é só sonho,em meu sentimento te comparo a natureza que não tem explicação por ser tão bela e começo a entender o enigma da sua beleza interna,já que a vejo como o céu cercado de brilhos através do sol,como fosse o calor do seu olhar,do seu abraço...
Abraço a mim mesmo como se a minha alma me convidasse pra fugir dessa selva,pois a beleza está além do eu possa tentar ver ou até mesmo sentir.
Me sinto em conflito,nada parece ter sentido como se o meu céu estivesse fechado...
Ao mesmo tempo pressinto alívio,pois no encanto de toda a natureza do infinito horizonte te imagino como o nascer do sol...


Nenhum comentário: