novembro 21, 2007

PRISÃO

A liberdade ainda não chegou mais está firmão,o que verdadeiramente importa é que não posso parar de caminhar,a vida nos ensina a respeitar,ensina sobre os valores e sobre o amor do sofredor.
Passei vários dias sem escrever,de certa forma isso se torna um perigo,já que a maior prisão é a da mente,lágrimas nos corredores,o arrependimento é inevitável.
Olhares abatidos,a maldade sem censura,a realidade em grandes episódios,mais sem premiação,sem fama,pois é só drama.O tempo passa lentamente e com isso aumenta a neurose.
É madrugada,olho em direção da janela e caio a ficar admirando a lua e as estrelas,lembranças vem na mente,saudade da família,saudade da quebrada.A noite passa rápido nem percebi,chega de pensar,vou levantar,tomar uma ducha,um café e um pão com manteiga,uma oração e o Senhor me proteja.
Pois o lugar é hostil e meus sonhos vão a mil,não vejo a hora de sair,quem sabe eu consiga fugir,nasce um novo dia...

Nenhum comentário: