dezembro 13, 2007

PURO

Um olhar de desespero aperta o coração,na guerra o guerreiro esconde a dor,esconde suas lágrimas...


A noite e o silêncio caminha lado a lado,assim a dor e sonhos que se limitam ao espaço entre o tempo,pois são vários pensamentos querendo transmitir o que verdadeiramente possa ter explicação.

O jogo de xadrez não terminou e nem muito menos a minha liberdade chegou,os pássaros continuam voando e me mostrando o valor dessa liberdade.No meu universo observo tudo diferente,as flores mudam conforme o tempo e da mesma forma as pessoas.

O céu esconde segredos,da mesma forma como corações,com vários sentimentos de medo,escrevo sobre a vida,pois eu sei que a morte já é certa.Não parei pra pensar na minha infância,mas tenho a grande certeza que gostaria de ser novamente criança.

Com o mesmo olhar e com o mesmo sorriso,puro seria meu coração e romântico tornaria o meu templo,como culto louvaria a cada amanhecer,pois sem querer como um anjo amo,além de tudo a estrela da noite.

A mais bela pintura,que com raio do sol pela manhã trás a paz,principalmente para aqueles que não conhecem a paz,nunca tiveram paz.

Guerras ocultas invadem o ambiente mais caótico,mais pacifico que seja,mas nada vai mudar a sua conseqüência e nem muito menos a sua eterna essência...


Nenhum comentário: