março 19, 2008

UMA...DUAS.


Deitado sobre uma cama,ocultado por mim o silêncio já que não consigo dormir.
Uma,duas gotas caem e assim começa a chover,Deus volta a chorar mais uma vez.Crucificado caiu também sobre a terra gotas de sangue,trazendo dessa forma a liberdade e cultivando no coração do homem o perdão.
A chuva não para,uma gota se aproxima e escorre pelo meu rosto trazendo algumas lembranças,saudades.
Esquecer o que é natural se torna impossível,por natureza gostaria de estar ao lado da minha estrela,nos meus sonhos ainda ela me visita,me seduz,abraça com força meu corpo depois de beijar minha boca,manifestado assim o amor,acordado aumenta a saudade.
A cada gota que cai,um peso forma na atmosfera pois a tranquilidade não habita na terra enquanto sua alma de fé passa fome.
Incalculável se torna esse peso pois lágrimas vieram através de pequenas gotas,mas essas pequenas gotas formaram imensos oceanos.

Nenhum comentário: